Abaco apoia o Grupo ACA a construir o seu futuro

O Grupo inicia o seu processo de transformação digital, com a implementação de um Sistema de Gestão Integrado

 

A Abaco Consulting, empresa de referência na implementação e manutenção de sistemas de informação SAP, foi escolhida pelo Grupo ACA para a conversão do sistema existente SAP R/3 para o produto mais recente S/4Hana, uma vez que este possui um conjunto de novas funcionalidades no que concerne às áreas financeiras, logísticas e gestão de obras.

Fundado em 1982, o Grupo ACA começou por conquistar reputação no mercado português na execução de projetos de vias de comunicação e infraestruturas, mas rapidamente estendeu a sua atividade à construção de edifícios e obras especiais. Contudo, em 2003, decidiu ir além-fronteiras e dar início ao seu processo de internacionalização, estando, atualmente, presente em três continentes – Europa, África e América do Sul.

Perante esta realidade, o Grupo percebeu que as Tecnologias de Informação são um importante aliado de apoio ao negócio e, é neste sentido, que se inicia o projeto com a Abaco Consulting. Segundo Fernando Correia, Dir. Corporativo Sistemas de Informação do Grupo ACA, “este projeto representa uma resposta firme do Grupo ACA aos novos desafios com que nos deparamos nestes tempos de pandemia. Assim, desde cedo,  foi definida a meta de efetuar o Upgrade do seu sistema ERP com vista a transformar e capacitar digitalmente os processos e procedimentos, a par da introdução de ferramentas tecnológicas que permitam uma evolução e competitividade crescentes da organização”. Continua explicando que “o facto de a Construção (core business do Grupo) não ser, por tradição, um dos setores mais tecnológicos, representou um dos maiores desafios a enfrentar”, refere.

Por estes motivos a escolha recaiu sobre o SAP S4/HANA, que foi implementado pela Abaco Consulting e que pretendia, neste primeiro projeto, garantir a conversão para uma nova plataforma tecnológica que não causasse qualquer impacto negativo no negócio, ao nível da indisponibilidade de sistema, perda de histórico de informação e perda de funcionalidades. Dado que o Grupo possui várias unidades espalhadas pelo globo com especificidades ao nível de localização e ramo de negócio, foi fundamental articular as equipas internas e outros parceiros para que o período do Downtime fosse reduzido a apenas um fim-de-semana.

“Relativamente à adoção do novo SAP S/4HANA, ao efetuar este Upgrade, o Grupo ACA passou a beneficiar de uma ferramenta avançada de gestão que abrange, desde processos mais transacionais até ao suporte da tomada de decisão da gestão de topo. Além do auxílio à gestão interna, o SAP S4/HANA é, cada vez mais, uma ferramenta tecnológica que visa uma abordagem de ligação interempresas, promovendo a “conectividade” com processos de negócios de outras organizações e acelerando assim a resposta conjunta ao mercado”, afirma Ricardo Almeida, Project Manager da Abaco Consulting.

Outro benefício é, indubitavelmente, o aumento de velocidade no acesso à informação, o que decorre da tecnologia de base de dados in-memory do SAP S/4HANA, que permite, ao Grupo ACA, obter informação para a tomada de decisão em real-time. Por último, ressaltamos o benefício da mobilidade que resulta com a implementação do SAP Fiori.

Para Ricardo Almeida, numa implementação SAP desta dimensão, com esta complexidade, há sempre desafios inerentes à própria implementação, até porque esta ocorreu, em plena pandemia, com a equipa da Ábaco em regime 100% remoto. Contudo, a primeira data de Go-Live para o projeto de conversão S4/HANA estava prevista para janeiro de 2021, mas, dada a necessidade de fecho dos movimentos logísticos até ao dia anterior ao Go-Live, associada ao facto desta atividade impossibilitar o procedimento tradicional de fecho do ano, a Abaco e o Grupo ACA decidiram antecipar o arranque do projeto em 1 mês. E este sim, foi o maior desafio, uma vez que esta decisão obrigou a uma reavaliação de todo o planeamento, reagendando possíveis tarefas paralelas e aumentando o número de recursos alocados ao projeto, bem como o nível de risco da entrega final do mesmo (pois o planeamento inicial apresentado já era bastante ajustado). Porém, com enorme dedicação e capacidade de comunicação das equipas Abaco e do Grupo ACA, foi possível entregar o projeto no timing estimado”, explica.

O projeto decorreu então durante oito meses em plena altura de pandemia, tendo se iniciado no final de abril de 2020 e foi concluído em dezembro do mesmo ano. Desta forma, o novo sistema está em pleno funcionamento desde o dia 7 de dezembro de 2020. A conversão do Produtivo realizou-se no fim de semana anterior à referida data, após terem sido executados testes aos principais processos nas diversas regiões, o que foi necessário para garantir o sucesso do projeto.