Chegou a hora da indústria se
transformar e se modernizar

Artigo de Opinião de Nuno Figueiredo, Board Member, Sales & Marketing da Abaco Consulting, para a Ntech.News: https://www.ntech.news/chegou-a-hora-da-industria-se-transformar-e-modernizar/

A situação atual em que vivemos, devido à pandemia provocada pelo vírus Covid-19, obrigou-nos a reinventar ainda mais os modelos de negócios, a adotar novas formas de trabalhar, de modo a que as empresas continuem as suas operações e que o mundo não pare. É um facto que esta pandemia veio demonstrar muitas fragilidades de uma economia, cada vez mais, global e tornou-se, em muitos casos, um elemento de aceleração para a transformação digital, não só das organizações como da própria sociedade.

Desta forma, o cenário de pandemia veio mostrar, às empresas, a urgência em inovarem e se transformarem, de forma a que consigam que os seus negócios se mantenham. De facto, se no mundo pré-Covid-19 existiam vários gestores ainda relutantes em mudar e adaptar os seus negócios a uma nova Era, perante o contexto atual as incertezas desapareceram. Sem dúvida, que o Covid-19 marcará a sociedade, por todas as consequências negativas que teve, mas também por ter impulsionado, e em muito, o crescimento da Era Digital, tal como o Henry Ford marcou o início da Era Industrial. Contudo, muito se fala em transformação digital, a sua importância e o seu impacto, mas será que os líderes sabem verdadeiramente o que significa e qual o caminho que devem agora seguir?

Será, então, tempo de investir numa solução de gestão?

Perante este contexto, ainda que bastante imprevisível, várias são as ferramentas tecnológicas que as organizações devem implementar para que consigam rentabilizar os seus negócios. Apesar de cada vez mais se falar deste conceito e da necessidade das empresas colocarem a tecnologia a seu favor, muitas são ainda aquelas que questionam as suas reais vantagens e debatem-se com, uma questão, cada vez mais, urgente: perante a evolução tecnológica e a necessidade de melhorar a cada dia que passa a produtividade, qual será a melhor forma de o fazer e em que medida é que os ERP (Software de Gestão Integrada) contribuem para isto? Será, então, tempo de investir numa solução de gestão que dê, em tempo real, todos os dados de que os gestores necessitam?

A resposta a esta questão é consensual já que são inúmeros os casos em que se verifica uma melhoria relevante no negócio das organizações que recorrem a infraestruturas tecnológicas como os ERP, no qual através deste qualquer gestor pode acompanhar os dados do seu negócio, em tempo real, e em qualquer lugar contribuindo para agir em conformidade, e na hora, caso algum aspeto do negócio não esteja a mostrar os índices esperados. Já imaginou poder realocar uma equipa enquanto está a vir de uma reunião de negócios? Já imaginou estar na China e conseguir acompanhar a evolução do seu negócio?

Atualmente, com as soluções de gestão disponíveis no mercado, é possível que qualquer empresário tenha controlo total sobre a sua empresa em qualquer lugar ou hora. Graças às soluções de gestão baseadas em tecnologia cloud basta que o gestor apenas tenha uma ligação à internet para aceder a dashboards personalizáveis e baseados na informação que realmente necessitam. A tecnologia vem, desta forma, contribuir para a modernização não só do estilo de gestão adotado por qualquer gestor deste setor como vem contribuir para uma melhoria da produtividade da fábrica e de todos os colaboradores. Através deste software, passa também a dispor de um conjunto de informações críticas sobre o seu negócio e os índices de produtividade e eficiência de cada colaborador podendo, por isto, intervir caso exista algum desvio/comportamento que não esteja em conformidade com os objetivos definidos anualmente.

No entanto, quais são as vantagens concretas em implementar um ERP na minha fábrica?

De facto, são várias as que estão associadas à implementação de sistemas ERP em qualquer negócio e, em especial, nas fábricas. Abaixo, elencamos quatro vantagens específicas:

  1. Sistematização de processos: Quando o negócio cresce os processos ganham uma complexidade e exigência maiores. O ERP automatiza todas as operações de negócio contribuindo para mais eficácia, informação em tempo real e processos mais automatizados, sendo que este vem, desta forma, contribuir para uma melhor produtividade.
  2. Redução de custos: Com uma fonte de informação fiável, e em tempo real, o software reduz os custos operacionais e administrativos. Com isto, permite que os produtores proactivamente giram a operação prevenindo custos elevados e atrasos, entre outros aspetos negativos associados ao negócio.
  3. Flexibilidade: Um software de ERP moderno é robusto, flexível e configurável. São softwares que se adaptam a todas as realidades e, por isso acompanham o negócio à medida que este vai evoluindo.
  4. Concorrência: Os sistemas ERP requerem um investimento inicial elevado e um período de implementação também elevado. No entanto, após ter toda a informação de que necessita implementada, poderá ajudar o gestor no processo de tomada de decisão.

Neste sentido, do que está à espera para implementar um ERP na sua empresa? Neste momento de mudança radical, há que rever os modelos de negócios e as tecnologias utilizadas, mas, acima de tudo, é fundamental que seja tomada uma decisão-chave: trabalhar em direção à inovação ou ficar para trás nesta nova era?

Leave a comment

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.