A nova Era do setor da Construção

setor da Construção

Artigo de Opinião de Nuno Figueiredo, Board Member, Sales & Marketing da Abaco Consulting, para a Construir.

O setor da construção atravessa um período de transformação, com a transição de um modelo de crescimento e operação baseado na reabilitação de edifícios para uma realidade em que as novas construções têm ganho uma maior preponderância. Desde 2017 que este setor está a viver um novo ciclo de crescimento, após uma longa crise em que a Construção se viu envolvida desde 2002. Apesar do auge que se tem verificado ao longo dos últimos anos, comprovada pelo maior poder de compra e pela maior aposta na construção, a internacionalização tem assumido um papel fundamental na estratégia de crescimento de muitas empresas do setor, bem como a diversificação de atividades dentro deste espaço.

Perante este contexto de crescimento e de maior espaço de manobra para a gestão das empresas nacionais, a otimização da operação, bem como a eficácia e eficiência assumem um papel da maior importância. Desta forma, a transformação digital que temos vindo a assistir em outros setores, fez-se também marcar no da construção, com as tecnologias de informação a assumirem-se como um fator diferenciador, capazes de proporcionar vantagens competitivas às empresas que disponham de sistemas de gestão e apoio à decisão eficazes. Neste sentido, os ERPs vêm assim desempenhar um papel fundamental ao tornarem o processo mais ágil, seguro e eficiente, além de reduzirem custos e melhorarem a gestão como um todo. Por outro lado, ao permitirem também um acompanhamento mais próximo, com uma mais célere identificação de eventuais desvios orçamentais, os sistemas de gestão, capazes de suportar processos de negócio ao longo de toda a cadeia de valor, contribuem para uma melhor operação das empresas e para uma maior competitividade.

A tecnologia pode assim assumir-se como um fator diferenciador para as empresas do setor a dois níveis – interno e externo. Numa perspetiva externa, uma empresa capaz de assegurar aos seus clientes um conhecimento aprofundado da informação que detêm sobre os seus processos de negócio é uma garantia e segurança quanto à qualidade da execução e minimização de erros, para além de proporcionar um mais elevado nível de segurança na apresentação dos seus projetos de investimento. Numa perspetiva interna, a existência de um sistema de gestão moderno e eficaz permite às empresas um acompanhamento muito próximo de toda a cadeia de valor, bem como um controlo apertado da sua estrutura de custos, e uma maior fiabilidade nos processos de decisão fruto da qualidade dos dados de negócio. Desta forma, as empresas de construção têm uma importante vantagem que se centra na possibilidade de utilizarem um software de gestão que se adapta a qualquer realidade não colocando assim quaisquer barreiras ao processo de internacionalização.

Com a atual tecnologia, as construtoras, passam agora a estar dotadas de um conjunto de ferramentas que irão permitir monitorizar de forma instantânea não só o estado das suas obras, e corrigir eventuais detalhes, bem como acompanhar todos os processos de backoffice que os escritórios nacionais e até mesmo internacionais tenham em curso para responder aos exigentes desafios que os novos mercados certamente lhes irão colocar.

O mundo evoluiu, é um facto, e, por isso é urgente que as empresas deste setor também o façam, pois só assim conseguirão acompanhar o ritmo da transformação a que todos assistimos e que nenhum setor irá ficar de fora. Desta forma, um sistema de gestão eficiente constitui um pilar fundamental de uma estratégia de crescimento nacional, mas, sobretudo, internacional para as empresas que ambicionam ir além-fronteiras, pois só assim o conseguirão.

Deixe um comentário

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.