Torne os seus negócios inteligentes

O Big Data, atualmente, é dos temas mais em voga, não só pela sua importância, mas também pelo impacto que tem em transformar os negócios das organizações. Quer pela quantidade de dados gerados diariamente, o que obriga a uma necessidade de os analisar, quer pelo facto de impulsionar novas oportunidades de negócio, ou seja, novos postos de trabalho e, consequentemente, riqueza para a economia.

A multiplicidade de dispositivos móveis usados, constantemente, a nível global, o número de operações que os utilizadores realizam através destes equipamentos ou até mesmo a pegada digital que deixam na internet e no social media, produz enormes quantidades de dados que, por si só, têm pouco valor. Desta forma, o grande desafio, para as organizações, nos próximos anos, passa por saber e conseguir retirar valor destes mesmos dados, transformando-os em insights relevantes para o seu negócio.

Estamos a aproximar-nos de um mundo, em tempo real, onde os dados são gerados de forma constante e permanecem relevantes apenas por um pequeno período de tempo. Um cenário desafiador para todos os gestores que têm de trabalhar com dados e saber extrair informação útil dos mesmos, o que se torna quase impossível se não possuírem as ferramentas mais adequadas e não definirem uma estratégia eficaz.

Em 2017, as organizações evoluíram bastante na forma como olham para o conceito de Business Intelligence (BI) e começam a entender a sua importância. Segundo a Gartner, o BI e a análise de dados foram, ao longo do último ano, as principais prioridades de investimento dos CIOs, sendo que, cada vez mais, as organizações ambicionam dotar-se de análises preditivas que lhes permitam agilizar as suas tomadas de decisões.

Neste contexto, esta é uma evolução clara no negócio das organizações, uma vez que o Business Intelligence lhes permite processar enormes volumes de dados, em rápido crescimento e em tempo real. Deste modo, todas as empresas que pretendem agir em conformidade com os dados, têm, efetivamente, de considerar, mais do que nunca, o processamento destes em tempo real.

Posto isto, como é que o Business Intelligence e o Big Data podem, realmente, apoiar o desenvolvimento dos negócios? Esta é primeira questão que qualquer gestor tem de colocar antes de avançar com qualquer implementação.

Leave a comment